plano de marketing

Plano de Marketing: o que é, quais as vantagens e como desenvolver um

Views: 11808

The complete platform for all your events

Book a Meeting
Posted on July 18, 2019

Guest Post: Rock Content

O Plano de Marketing funciona como um mapa que guia as ações estratégicas da marca. Sua estruturação é essencial para que os esforços da empresa sejam aplicados, mensurados e otimizados. Para que seja eficiente, é preciso adotar boas práticas e entender profundamente o ambiente em que a marca está inserida.

A transformação de uma ideia em um empreendimento bem-sucedido não acontece por acaso. Independentemente do setor, toda empresa que busca a consolidação ou mesmo expansão no mercado precisa ser estruturada por um Plano de Marketing claro e eficiente.

Dito isso, é preciso entender as atividades de marketing da empresa como algo maior do que ações de suporte ao time de vendas. Além de ditar a comunicação com o consumidor, elas devem ser responsáveis por posicionar corretamente a marca, definir metas e encontrar o melhor caminho para alcançá-las.

Naturalmente, esse planejamento deve ser iniciado com antecedência e mensurado constantemente, a fim de possibilitar otimizações. Neste post, falaremos mais sobre o Plano de Marketing, suas vantagens, desenvolvimento e melhores práticas. Acompanhe conosco!

O que é Plano de Marketing?

Qual meta você busca alcançar com as atividades de sua empresa? Embora simples, essa pergunta é peça central em qualquer tipo de planejamento. Ainda assim, as respostas para o questionamento variam.

Certas marcas buscam dominar o mercado, enquanto outras querem expandir sua imagem, e ainda há aquelas que almejam manter determinada margem de lucro.

Seja qual for a resposta, o Plano de Marketing pode ser encarado como um verdadeiro mapa para chegar até o objetivo. Nele, o caminho a ser seguido deve ser claramente traçado, assim como as ações, parceiros e recursos que devem ser utilizados ao longo do trajeto.

Dessa forma, podemos entender esse conceito como uma ferramenta utilizada para guiar a gestão de uma companhia. Sem ela, não existe um norte a ser seguido, tampouco um parâmetro para comparar e mensurar os resultados alcançados.

Quais são suas vantagens?

Como é responsável por guiar praticamente todas as atividades internas e externas da companhia, o Plano de Marketing pode ser descrito como sua espinha dorsal. Por si só, isso já deve ser motivo suficiente para você trabalhar em sua montagem e execução.

De qualquer forma, é possível apontar diversas vantagens da aplicação dessa abordagem. A primeira delas está diretamente relacionada às características do consumidor 4.0.

Por definição, esse perfil exige que as marcas com que se relaciona demonstrem transparência e contem com valores bem definidos. Com a estruturação de um Plano de Marketing, você facilita esse tipo de comunicação, já que o rumo do negócio fica claramente definido.

Outro benefício fundamental é a possibilidade de um planejamento em longo prazo. Assim, você tem a oportunidade de antever desvios no caminho e se preparar para lidar com suas consequências. Além disso, o olhar estratégico facilita tomadas de decisão mais eficazes e lucrativas.

Como lida com as atividades primordiais da empresa, o planejamento realiza uma previsão orçamentária. Com os recursos alocados de forma eficiente, o retorno sobre o investimento é potencializado.

Está convencido dos benefícios do Plano de Marketing? Vamos nos voltar, então, ao seu desenvolvimento e execução.

Como desenvolver um Plano de Marketing?

É preciso entender o Plano de Marketing não apenas como um planejamento, mas como um conjunto de ações voltadas à otimização da atuação da empresa.

Portanto, não basta idealizar o caminho — é preciso percorrê-lo e, ao mesmo tempo, analisar sua eficiência. Para isso, existem três etapas, como veremos a seguir.

Planejamento

Esse é o marco zero do empreendimento. É aqui que começam a ser identificadas as oportunidades e ameaças da empresa. Nessa etapa, é essencial mapear todo o ambiente em que a empresa está inserida, tanto externo quanto interno. Para tanto, é comum a aplicação de uma análise SWOT.

É essencial que, ao realizar essa etapa, você ganhe profundo entendimento sobre seus concorrentes, público-alvo e particularidades que impactam sua empresa, como a qualidade de seus colaboradores.

Implementação

Como você já deve ter presumido, é aqui que as ideias são tiradas do papel e colocadas em prática. Tudo o que foi definido durante o planejamento ecoa na etapa de implementação. Assim, com base no que foi definido, você começa a realizar suas ações.

Não basta, porém, lançar uma campanha e achar que o trabalho está feito. É preciso mensurar os resultados e otimizar constantemente a abordagem, o que nos leva à próxima etapa.

Avaliação

É importante que a avaliação seja feita de forma simultânea com a etapa anterior. Afinal, você não precisa esperar o fim de uma campanha para identificar e corrigir erros. Por isso, esteja sempre atento às métricas e à reação do consumidor.

Para ajudar nesse trabalho, é importante contar com ferramentas de automação de marketing. Elas são excelentes coletoras de dados e costumam gerar insights valiosos para o entendimento do que está funcionando e o que precisa ser melhorado.

O uso de ferramentas específicas para email marketing, por exemplo, permite que você saiba exatamente quanto precisou investir para alcançar cada conversão. Com o ROI em mãos, você tem uma base para decidir se a abordagem está sendo satisfatória.

Quais são as melhores práticas de marketing?

Agora que você conhece as vantagens de um Plano de Marketing, e sabe as etapas necessárias para sua estruturação, vamos focar o resto do texto em práticas de marketing essenciais para possibilitar um planejamento eficaz. Continue a leitura!

análise de mercado

Análise de mercado

Entender as características do mercado é prerrogativa básica para desenvolver ações que coloquem sua empresa em posição de destaque. Aqui, é importante prestar atenção na atividade de competidores, desde os fornecedores utilizados até os canais que utilizam em suas campanhas de marketing.

Mais do que entender a concorrência, porém, é preciso entender o público com o qual a sua empresa está lidando. De nada adianta lançar um produto excelente se os consumidores não contam com condições financeiras ou motivações para adquiri-lo.

Diante disso, além de uma observação atenta, é preciso realizar pesquisas demográficas. Elas são muito úteis para revelar características essenciais do público, como sexo, idade, poder aquisitivo, região em que mora etc.

Definição da persona


Entender o público-alvo de forma geral é benéfico, mas, para uma comunicação mais específica e eficaz, você deve considerar a criação de uma persona. Trata-se de um perfil semifictício do seu consumidor ideal, mesclando dados demográficos com definições mais intuitivas.

Dessa forma, sua estratégia comunicativa foca um personagem mais próximo da realidade, se desprendendo do caráter subjetivo e abrangente do público-alvo. Com isso, é possível criar campanhas personalizadas e que engatilhem a motivação do consumidor, facilitando sua conversão e fidelização.

Em estratégias que utilizam o Marketing de Conteúdo, a definição desse personagem é imprescindível. Ao entender as dores e os desejos do seu cliente, você tem a oportunidade de produzir conteúdos pertinentes, capazes de atraí-lo até sua página.

A partir dessa primeira interação, basta coletar os dados de contato do visitante para transformá-lo em lead. Depois, uma estratégia de nutrição possibilita sua aproximação e consolidação de sua marca como autoridade no assunto.

Escolha dos melhores canais

Com a persona definida, você já tem em mãos as informações sobre o comportamento e preferências do seu consumidor ideal. Ou seja, você sabe exatamente onde encontrá-lo.

Com esse conhecimento em mãos, fica fácil definir os melhores canais a serem utilizados na sua abordagem. Se a persona tem o hábito de utilizar o Twitter para se informar, por exemplo, sua estratégia de Marketing Digital deve cobrir essa rede social.

Além de definir o canal, é importante estabelecer a linguagem a ser utilizada e o caráter de seus posts em redes sociais. Pegue como exemplo o Instagram. Alguns usuários da rede gastam a maior parte do seu tempo interagindo em stories, enquanto outros preferem focar a própria timeline.

Montagem do orçamento

Sabendo quais canais serão utilizados em sua estratégia, a montagem do orçamento pode ser feita com uma base mais estabelecida. Isso é crucial para que você tenha maior controle sobre os ganhos e as despesas da empresa, facilitando a previsão do ROI.

Controlar as finanças do seu empreendimento é fundamental para projetar seu crescimento. Se você sabe quanto será gasto com fins operacionais em um semestre, pode traçar sua estratégia de marketing de modo a cobrir tais despesas e, se possível, garantir algum lucro.

Então, é importante estabelecer em seu plano o valor que será gasto com cada esforço de marketing. Se você considera que, para alcançar sua persona, deve investir em mídias digitais, é preciso definir um teto para manter o investimento dentro do planejado.

Captação de parceiros

O marketing colaborativo é um conceito que vem ganhando espaço entre as empresas. Em redes sociais, é possível observar marcas que interagem com outras, gerando grande engajamento por parte do público.

Isso é resultado direto das demandas do perfil moderno de consumidor, que espera que as empresas ajam de forma cada vez mais humanizada. Ao contrário do que acontecia antigamente, eles dão muito mais valor ao que consideram ações orgânicas do que a grandes esforços publicitários.

Nesse cenário, outro agente ganha espaço: o influenciador digital. Com um público bem segmentado e forte poder de influência, o influencer é um excelente parceiro para empresas que buscam expandir a própria imagem. Com isso em mente, durante o planejamento, mapeie possíveis parceiros para suas campanhas.

É importante que eles se alinhem com os valores da empresa e sejam relevantes dentro do seu nicho. Além de influenciadores, essas parcerias podem ser estabelecidas com outras empresas, por meio de interações em redes sociais, ações conjuntas, banners, guest posts etc.

A montagem do Plano de Marketing é um dos elementos mais importantes para o sucesso do empreendimento. Ao determinar os objetivos e o caminho que devem ser percorridos para o seu alcance, o plano funciona como uma ferramenta de gestão que possibilita um crescimento saudável e estruturado.

E aí, pronto para montar seu Plano de Marketing? Ao longo do texto, citamos a análise dos fatores internos e externos como essencial para a elaboração do plano. Quer saber mais? Neste artigo, contamos como fazer uma análise SWOT. Confira!

*Guest Post de autoria da Rock Content

[hubspot portal=”5958648″ id=”5301f3e9-4597-497c-b2ed-bfd694541e55″ type=”form”]


WebManager
© InEvent, Inc. 2024